Informações

A Câmara Municipal de Évora, em conjunto com entidades locais, irá organizar atividades nos dias 24 e 25 de novembro de 2023, na Arena de Évora.

Programa a divulgar brevemente.


  • 24 de novembro de 2023: entrega do kit de atleta das 10h00 às 18h00 na Arena de Évora
  • 25 de novembro de 2023:
    • 10h00 às 18h00: entrega do kit de atleta na Arena de Évora
    • 15h00 – Évora Kids
  • 26 de novembro de 2023:
    • 8h00 às 9h30: Entrega do kit de atleta na Arena de Évora
    • 9h30 – Évora 5 Km
    • 10h00 – Évora Meia Maratona 21,1 Km
    • 10h05 – Évora 10 Km
    • 12h00 – Cerimónia de pódio
Mapa dos parques de estacionamento disponíveis na cidade de Évora

NOTA: o parque de estacionamento do Rossio só fica com acesso até às 8h30 no dia 26 de novembro.

Évora Meia Maratona 21,1 Km

Partida – Praça do Giraldo, R. João de Deus, Lª Luis de Camões, R. do Salvador, Pª do Sertório, Lª Alexandre Herculano, R. Vasco da Gama, Lª do Conde de Vila Flor, R. Augusto Filipe Simões, R. do Menino Jesus, R. Duques de Cadaval, R. do Conde da Serra da Tourega, Lª da Porta de Moura, Lª da Misericórdia, Lª Álvaro Velho, R. Miguel Bombarda, Travª. das Peras, R. da Rampa, Av. General Humberto Delgado, Av. Dinis Miranda, Av. D. Nuno Álvares Pereira, Av. de Lisboa, Rotunda da Lagoa, Rotunda de Aviz, Av. Manuel Trindade Salgueiro, Av. da Universidade, ponto de retorno, Av. da Universidade, Rt. do ícaro, Av. Lino de Carvalho, Rotunda (Premetal), Rotunda (Canaviais), Rotunda (PITES), Rotunda (junto às hortas sociais), Estr. Penedo do Ouro, Rotunda de Aviz, Rotunda da Lagoa, Av. de Lisboa, Rotunda do Raimundo, Av. Túlio Espanca, Rt. Chafariz das Bravas, Rt. da Picada, Ponto de retorno, Rt. do Raimundo, EN380 (estrada das Alcáçovas), Complexo Desportivo, ponto de retorno, Rt. do Raimundo, Av. Dinis Mirando, Rt. Manuel Francisco, EN18 (Rt. do Sobreiro), Variante ao PITE (Rt. da Decatlhon), ponto de retorno, Rt. do Sobreiro, Rt. do Maré, ponto de retorno, Rt. Manuel Francisco, Av. Dinis Miranda, Av. General Humberto Delgado, Rua da República – Meta – Praça do Giraldo.

NOTA: o percurso poderá sofrer alterações.

Ver percurso Vídeo do percurso


Évora 10 Km

Partida – R. João de Deus, Lª Luis de Camões, R. do Salvador, Pª do Sertório, Lª Alexandre Herculano, R. Vasco da Gama, Lª do Conde de Vila Flor, R. Augusto Filipe Simões, R. do Menino Jesus, R. Duques de Cadaval, R. do Conde da Serra da Tourega, Lª da Porta de Moura, Lª da Misericórdia, Lª Álvaro Velho, R. Miguel Bombarda, Travª das Peras, R. da Rampa, Av. General Humberto Delgado, Av. Dinis Miranda, Av. D. Nuno Álvares Pereira, Av. de Lisboa, Rotunda da Lagoa, Rotunda de Aviz, Av. Manuel Trindade Salgueiro, Av. da Universidade, ponto de retorno, Av. da Universidade, Rt. do ícaro, Av. Lino de Carvalho, Rotunda (Premetal), Rotunda (Canaviais), Rotunda (PITES), Rotunda (junto às hortas sociais), Estr. Penedo do Ouro, Rotunda de Aviz, Rotunda da Lagoa, Av. de Lisboa, Rotunda do Raimundo, Av. Dinis Miranda, Av. General Humberto Delgado, Rua da República - Meta - Praça do Giraldo.

NOTA: o percurso poderá sofrer alterações.

Ver percurso Vídeo do percurso


Évora Caminhada 5 Km

Partida – Praça do Giraldo, R. João de Deus, Lª Luis de Camões, R. do Salvador, Pçª do Sertório, Lª Alexandre Herculano; R. Vasco da Gama, Lª do Conde de Vila Flor, R. Augusto Filipe Simões, R. do Menino Jesus, R. Duques de Cadaval, Lª dos Colegiais, Lª do Colégio, R. do Cardeal Rei, R. de Machede, Rotunda de Homenagem ao Bombeiro, Avª da Universidade, Rotunda do Ícaro, Avª D. Manuel Trindade Salgueiro, Rotunda de Avis, Circular à Muralha, Rotunda da Lagoa, Avª de Lisboa, Avª D. Nuno Álvares Pereira, Rotunda do Raimundo, Avª Dinis Miranda, Avª General Humberto Delgado, R. da República - Meta - Praça do Giraldo.

NOTA: o percurso poderá sofrer alterações.


Évora Kids

Percursos a indicar brevemente.

No dia 26 de novembro de 2023, o trânsito estará condicionado nas seguintes vias:

Praça do Giraldo (restrições a partir 8h30 do dia 26 de novembro) e restantes acessos.

  • Rossio de São Brás;
  • R. da República;
  • Circular às muralhas entre a Rotunda da REPSOL e as Portas de Machede;
  • R. Cândido dos Reis;
  • EN 380 (estrada das Alcáçovas) entre a Rua Marechal Costa Gomes (acesso Modelo) e a Rotunda das Portas do Raimundo;
  • Av. Túlio Espanca entre a rotunda das Portas do Raimundo e a rotunda da Cruz da Picada em 1 das vias de circulação, sentido Cruz da Picada, Rt. do Raimundo.
Sugestões de circulação:
  • do Granito, Bacelo, Canaviais, Estremoz, serão encaminhadas para a Estrada das Hortas Comunitárias; acesso a Lisboa, Alcáçovas e Parque Industrial;
  • de Arraiolos serão encaminhadas para Av. Arquitecto Rui Couto, para a EN 114;
  • da Tapada do Ramalho e Vista Alegre, Malagueira, Cruz da Picada e Santa Maria – saída Av. Túlio Espanca;
  • da EN 114 (Lisboa) para acesso Bacelo, Canaviais pela estrada das Piscinas, Av. Arquitecto Rui couto com atravessamento na Estradas das Hortas comunitárias, pela Circular de É
  • da EN 18 (Reguengos) – pela Estrada de Beja, Av. Leonor Fernandes para acesso a Estremoz; pela estrada de Viana, Av. da Embraer, estrada de Almeirim para acesso a Lisboa e vice-versa.

Importante: todo o circuito será acompanhado pela PSP para controlo do tráfego e encaminhamentos para os circuitos alternativos, sendo que as interdições à circulação acontecem uma hora antes do início das provas para garantir a segurança aos participantes, o percurso irá sendo aberto à circulação automóvel à medida que os atletas vão deixando o circuito livre, no entanto em alguns locais os constrangimentos na circulação do trânsito decorrem durante toda a manhã até ao início da tarde.

Estação Ferroviária de Évora

Estação Ferroviária de Évora

Da estação original, construída em 1863, nada resta. Em 1940 foi construída de raíz, a que hoje existe, um novo edifício, dadas as parcas condições da anterior, já referenciadas anteriormente em 1928.

O seu grande ex-líbris são os conjuntos azulejares, também de 1940, da Fábrica de Cerâmica Lusitânia, do pintor e azulejador Jorge Rey Colaço, à exceção de um painel que aparenta ser uma réplica posterior, artística e tecnicamente mais pobre, assinado com o nome H Victor.


Ermida de São Brás

Excelente exemplar da arquitetura mudéjar pré-manuelina que merece uma visita nem que seja apenas do exterior. Mas estando a ermida/igreja aberta, o interior também é digno do nosso olhar, com os painéis de azulejo axadrezados e pormenores artísticos em mármore de fina execução.


Jardim Público

Jardim Público

Jardim mandado construir pela Câmara Municipal na segunda metade do séc. XIX. De clara inspiração romântica anglófona, inclui vários monumentos de interesse artístico e histórico: o Palácio D. Manuel, reconstruído parcialmente na mesma altura, e que alberga o Centro Interpretativo da Cidade de Évora, inaugurado em julho de 2021.

As ruínas fingidas, com elementos mudéjares retirados do antigo Palácio dos Vimioso, são outra atração ao estilo romântico inglês. O coreto, de primor artístico elevado, também construído na mesma altura, foi edificado em local mais aberto, onde seria o Passeio Público.

O autor de todo o complexo foi o arquiteto Giuseppe Cinatti, nascido em Siena mas radicado em Portugal desde 1836 até à sua morte, em 1879.


Igreja de São Francisco

Igreja de São Francisco

Imóvel histórico importante na História da Arte Portuguesa, foi recentemente intervencionado com o intuito de corrigir problemas estruturais graves. Predominam os estilos gótico e mudéjar, reflexo da sua reforma tardo quatrocentista.

A sua maior atração turística é a Capela dos Ossos, compartimento muito comum nos conventos franciscanos, mas que poucos chegaram até nós. Na sua entrada está a famosa frase escatológica, reveladora da postura de despojamento material franciscana no seio da Igreja Católica e de promoção da igualdade terrena da Humanidade: “NÓS OSSOS QUE AQUI ESTAMOS, PELOS VOSSOS ESPERAMOS”.


Real Celeiro Comum do Monte da Piedade/MADE

Real Celeiro Comum do Monte da Piedade/MADE

Edifício de construção da segunda metade do séc. XVIII, com arquitetura e decoração maioritariamente neoclássica, com alguns elementos de pormenor de estética rococó.

Alberga hoje, e desde 2011, o MADE (Museu do Artesanato e do Design de Évora).


Convento de N.ª Sr.ª dos Remédios

Convento de N.ª Sr.ª dos Remédios

Edificado em inícios do séc. XVII, para os Carmelitas Descalços, apresenta uma arquitetura renascentista/maneirista sóbria, remetendo também para a solução chã da época, fruto ainda da Contra-Reforma. Tem alguns elementos decorativos setecentistas, fruto de intervenções posteriores.

Neste local funcionam alguns serviços do Município de Évora, tendo exposições permanentes e, com alguma regularidade, temporárias que vale sempre a pena visitar.


Aqueduto da Água da Prata

Aqueduto da Água da Prata

O aqueduto quinhentista de abastecimento de água pública às zonas mais baixas e nobres da cidade do séc. XVI (Praça do Giraldo, Porta de Moura, etc.) foi começado a construir já no reinado de D. João III, apesar de ser uma ideia ainda da época de D. João II (1490), em 30 de outubro de 1533 e terminado no dia 3 de março de 1539.

Aproveitou, em grande parte os pegões (bases) do aqueduto romano, de dimensão bem mais impressionante, pois teria que fazer chegar a água a zonas de maior altitude, o centro da cidade romana.


Colégio e Igreja do Espírito Santo/Universidade de Évora

Colégio e Igreja do Espírito Santo/Universidade de Évora

O início da obra foi despoletado pela intenção de D. Manuel I de criar os Estudos Gerais em Évora, obras que decorreram maioritariamente no reinado de D. João III. O Cardeal D. Henrique, arcebispo da cidade, solicita ao Papa autorização para que o Colégio, entretanto já aberto, seja elevado à categoria de Universidade, algo confirmado em bula de 1559, no reinado de D. Sebastião, com regência de D. Catarina de Áustria, sua avó, por menoridade daquele. Funciona durante 200 anos, até 1759, altura em que os Jesuítas são expulsos de Portugal, por decreto de D. José I. Predominam, por isso, a arquitetura maneirista e barroca.

Voltou a funcionar apenas em 1973, como Instituto Universitário, e em 1975 já como Universidade de Évora.


Fonte do Largo da Portas de Moura

Fonte do Largo da Portas de Moura

Fonte edificada em meados do séc. XVI, fazendo parte do complexo de distribuição de água pela cidade, com a conclusão breve prevista do Aqueduto da Água da Prata, obras do arcebispado do Cardeal D. Henrique.

As suas formas simples e geométricas remetem-nos claramente para o Renascimento como período artístico associado.


Templo Romano

Templo Romano

Construído entre os séculos I e II, o Templo Romano de Évora é localmente mais conhecido por Templo Diana, embora tenha sido provavelmente dedicado ao imperador Augusto e não à deusa da caça.

Foi “libertado” dos seus supostos acréscimos medievais no séc. XIX, através da intervenção de Giuseppe Cinatti, dando-lhe a sua aparência atual.

É, a par do complexo arqueológico das termas romanas, o monumento mais antigo da cidade de Évora.


Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo

Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo

Edifício de arquitetura chã, quinhentista, sede de bispado e arcebispado até finais do séc. XIX/inícios do séc. XX, com alguns elementos setecentistas.

O imóvel alberga neste momento o Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo, com obras de grande valor histórico e artístico.


Biblioteca Pública de Évora

Biblioteca Pública de Évora

Edifício que remontará pelo menos ao séc. XIII, com várias intervenções ao longo do tempo, fruto das múltiplas funções que teve.

Atualmente é a sede da Biblioteca Pública, fundada e instalada pelo arcebispo Frei Manuel do Cenáculo em 1805.

As janelas do primeiro piso têm ornamentação neoclássica.


Termas Romanas/Paços do Concelho

Termas Romanas/Paços do Concelho

Localizado no antigo Palácio dos Condes de Sortelha os Paços do Concelho instalam-se neste edifício com adaptação para o efeito em 1910. Em 1987 foram postas a descoberto algumas estruturas das antigas termas romanas, que aqui funcionaram de finais do séc. I até ao séc. V.

Este complexo termal é visitável a partir do rés-do-chão do edifício dos Paços do Concelho.


Praça do Giraldo

Praça do Giraldo

Esta praça é o centro principal da cidade intramuros desde o século XVI.

Nela estão presentes vários imóveis de interesse patrimonial, destacando-se a fonte henriquina, inserida no plano de abastecimento público de água possibilitado pela construção do Aqueduto da Água da Prata, e a Igreja de Santo Antão, de estilo chão e a primeira das concebidas por Miguel de Arruda na região, com o mecenato do Cardeal D. Henrique.


Sé Catedral

Sé Catedral

A Catedral de Santa Maria de Évora teve o início da sua construção situado em 1186, pela mão do bispo São Paio, tendo as obras durado tanto tempo que “viajaram” em várias correntes estéticas. Apesar disso, o gótico é claramente o estilo dominador, sendo durante o séc. XIV que se terminou o claustro e a igreja.


Muralha Medieval Trecentista

Muralha Medieval Trecentista

As primeiras referências a esta fortificação remontam ainda ao reinado de Pedro I, embora terão ganho maior fôlego e conclusão estrutural já em época de D. Fernando.

Revela bem a dimensão do burgo medieval, correspondente, grosso modo, à Paisagem Histórica Urbana atual. Dimensão que se vai realmente concretizando até ao século XVI, época em que Évora se assume como segunda cidade do Reino, com uma estrutura urbana mais planeada e visivelmente tendo como centro axial a Praça do Giraldo.


Palácio da Inquisição

Edifício do antigo Tribunal da Inquisição de Évora, extinta em 1821, sendo o último auto de fé aqui realizado em 1781.

Arquitetura bastante sóbria, e revelando a influência oitocentista das intervenções realizadas pelos Duques de Palmela que adquirem o edifício em 1845.

Hoje em dia funciona no imóvel o Centro de Arte e Cultura da Fundação Eugénio de Almeida, proprietária atual do edifício.

Medalha para todos os participantes

Todos os atletas que concluírem a respetiva prova – Meia maratona 21,1 km, Corrida 10 km, Caminhada 5 km e Évora kids – recebem uma medalha de participação na edição de 2023.


Évora Meia Maratona 21,1 Km

Serão atribuídos os seguintes prémios financeiros (apenas se terá em consideração a classificação geral):

Classificação

Prova Feminina

Prova Masculina

1º Class. 400,00€ 400,00€
2º Class. 200,00€ 200,00€
3º Class. 100,00€ 100,00€
4º Class. 75,00€ 75,00€
5º Class. 60,00€ 60,00€
6º ao 10º Class. 50,00€ 50,00€
11º ao 20º Class. 25,00€ 25,00€
1º Eborense 100,00€ 100,00€
2º Eborense 75,00€ 75,00€
3º Eborense 50,00€ 50,00€

Para os escalões abaixo indicados será entregue medalha aos três primeira(o) classificada(o)s, nomeadamente:

 

Prova Feminina

Prova Masculina

M Juniores Juniores
E Seniores Seniores
D Veteranas F35 Veteranos M35
A Veteranas F40 Veteranos M40
L Veteranas F45 Veteranos M45
H Veteranas F50 Veteranos M50
A Veteranas F55 Veteranos M55
S Veteranas F60 Veteranos M60

Évora Corrida 10 Km

Serão atribuídos os seguintes prémios financeiros (apenas se terá em consideração a classificação geral):

Classificação

Prova Feminina

Prova Masculina

1º Class. 75,00€ 75,00€
2º Class. 50,00€ 50,00€
3º Class. 25,00€ 25,00€
4º e 5º Class. 20,00€ 20,00€

No site do evento estará disponível para download um diploma eletrónico de participação para todos os atletas.

Kit de partida
  • Évora Meia Maratona 21,1 Km: uma t-shirt técnica (modelo feminino e modelo unissexo), um chip, um dorsal, alfinetes e ofertas diversas dos parceiros do evento.
  • Évora Corrida 10 Km: uma t-shirt técnica (modelo feminino e unissexo), um chip, um dorsal, alfinetes e ofertas diversas dos parceiros do evento.
  • Évora 5 Km: uma t-shirt técnica (modelo unissexo), um dorsal e ofertas diversas dos parceiros do evento.
  • Évora Kids: uma t shirt técnica (modelo criança), dois dorsais e ofertas diversas dos parceiros do evento.
O Kit de Atleta será entregue na Arena de Évora nos seguintes horários:
  • 24 de novembro de 2023: das 10h00 às 18h00
  • 25 de novembro de 2023: das 10h00 às 18h00
  • 26 de novembro de 2023: das 8h00 às 9h30
Documentos necessários para a recolha de kit do atleta:
  • Confirmação de inscrição recebida na caixa de e-mail após o pagamento
  • Documento de identificação (Bilhete de Identidade, Cartão do Cidadão, Carta de Condução)

Recolha do kit do atleta em nome de outro atleta

A recolha do kit do atleta em nome de outro participante pode ocorrer desde que sejam apresentados os seguintes elementos:

  • Confirmação de inscrição do atleta detentor do dorsal recebida na caixa de e-mail após o pagamento
  • Documento de identificação da pessoa que recolhe o kit (Bilhete de Identidade, Cartão do Cidadão, Carta de Condução)

No dia 26, as instalações do Complexo Desportivo de Évora estarão disponíveis (das 7h00 às 23h00) para quem pretenda tomar banho.

Pode consultar aqui os resultados das edições 2021 e 2022.

Resultados


Apoios

Organização

Câmara Municipal de Évora
Évora 2027 Cidade Candidata Capital Europeia da Cultura

Organização Técnica

HMS

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies. Para saber mais leia a nossa Política sobre Cookies e a Política de Privacidade e Proteção de Dados.

Aceitar